Sócio da RB fala do mundo das consultorias

January 30, 2017

 

Quais razões as empresas têm para contratar uma consultoria? A mais comum talvez seja a financeira associada à dificuldade de resolver o problema com a própria estrutura. Quando o empresário percebe que se não houver mudanças, os resultados piorarão, ele avalia as alternativas. Não havendo colaborador com disponibilidade de tempo na própria empresa e, dependendo do problema, a consultoria pode ser uma boa opção. A motivação também pode estar ligada à solução de determinada questão. Um processo de downsizing seria um exemplo, pois caso este trabalho fosse desempenhado por um funcionário da própria empresa, provavelmente a escolha dos nomes que serão desligados da empresa sofreria influência da convivência com os colegas de trabalho. A consultoria é isenta de outros interesses. 

 

Existiriam outras razões para contratar uma consultoria? Sim. Em tese, o primeiro momento de contratar uma consultoria seria antes mesmo da empresa iniciar as suas atividades, ainda na fase de planejamento do negócio. Além da capacitação técnica, as avaliações de um consultor são desprovidas do entusiasmo dos sócios, comum nesta fase. A neutralidade é fundamental para identificar riscos e propor ações mitigadoras. O consultor, pela prática do exercício da atividade, também contribui com sugestões para a definição e estruturação do negócio.  Uma das grandes vantagens de um consultor é a capacidade de fazer diagnósticos e encontrar soluções adequadas. O fato de estar fora da empresa, também ajuda neste processo.

 

“Por ser tratar de um serviço, cada contato com o cliente é uma experiência única, encarada por nós como oportunidades de entregar um trabalho melhor.”

 

Vocês já tiveram alguma experiência interessante de uma consultoria na fase inicial? Recentemente desenvolvemos uma viabilidade de um restaurante em um shopping novo no Rio. A nossa contratação foi imposta pelo sócio-investidor. No final, o trabalho mostrou quantas vendas diárias seriam necessárias para o negócio gerar um resultado satisfatório. Receoso com a circulação de pessoas no shopping, o cliente decidiu adiar a abertura da operação antes mesmo do sócio-investidor receber o relatório de avaliação. Um trabalho de viabilidade completo não se restringe à avaliação da viabilidade. É possível identificar as despesas e receitas que mais impactam no resultado e analisar estratégias que reduzam os riscos e aproveitem mais as oportunidades do negócio. Contribui efetivamente na negociação de um ponto ou na compra de um terreno, por exemplo. O estudo de viabilidade também é importante para prever a necessidade de recursos ao longo dos meses. Muitas empresas rentáveis quebram por falta de planejamento de caixa.

 

Por que existe resistência por parte de algumas empresas para contratar serviços de consultoria? É natural do ser humano tentar enfrentar os seus desafios por conta própria. Essa questão talvez esteja associada ao nosso instinto de sobrevivência e a um certo prazer que temos em conseguir com nosso próprio esforço resolver os problemas. Também existem razões mais particulares. Algumas empresas receiam compartilhar dados com terceiros. Já ouvi um empresário afirmar que ninguém seria mais apto que ele para lidar com os problemas de sua empresa.  A cultura da empresa e o perfil de seus dirigentes também têm influência nesta decisão. Outra hipótese é o aspecto financeiro - a percepção que existem outras prioridades. Eventualmente uma experiência frustrante pode deixar marcas. Enfim, são variadas as razões para algumas empresas não se animarem com a ideia.

 

“O estudo de viabilidade também é importante para prever a necessidade de recursos ao longo dos meses. Muitas empresas rentáveis quebram por falta de planejamento de caixa.”

 

O que deveria ser considerado na hora de escolher uma consultoria? Embora pareça óbvio que todo consultor tenha grande conhecimento técnico, vale verificar sua experiência, currículo e os comentários dos clientes e parceiros. Outro aspecto fundamental é a empresa ser 100% confiável, pois estará compartilhando informações do seu negócio. Um terceiro fator é ter afinidade de comunicação. Alguns consultores não se adequam ao cliente, são muito rígidos com seus processos. Por fim, não menos importante, é o fator preço e as condições de pagamento.

 

As demandas por consultorias guardam alguma relação com o porte dos contratantes? Acredito que sim. As empresas grandes tendem a contratar as consultorias de maior porte também. Claro que existem exceções. As empresas de médio porte buscam empresas de consultoria com a mesma capacidade técnica das mais conhecidas, porém com preços melhores e processos menos rígidos. Nas empresas de porte pequeno o critério de escolha geralmente é o preço. Algumas nem imaginam que existem consultorias que valem a pena com custo acessível.

 

Falando agora da RB Treinamento e Consultoria, quais são os pontos fortes que destacaria? Começaria pela integridade que é uma característica pessoal minha que foi incorporada aos valores da empresa. Nem sempre concordamos com o cliente e não deixamos de fazer sugestões que podem desagradá-lo. Nosso atendimento é outro ponto que considero forte. Por se tratar de um serviço, cada contato com o cliente é uma experiência única, encarada por nós como oportunidades de entregar um trabalho melhor. Também faz parte da busca pela excelência no atendimento a nossa flexibilidade metodológica de trabalho. Cada cliente tem um jeito e cada empresa, uma cultura e vive um momento específico. Procuramos adequar a nossa proposta de trabalho a estas questões. Um último ponto seria o preço. Uma vez que a RB possui uma estrutura extremamente enxuta, conseguimos trabalhar com preços diferenciados.

 

Poderia falar um pouco da estratégia de crescimento para a RB? Para entregar o que prometemos, cresceremos organicamente, apostando na propaganda espontânea dos clientes e contando eventualmente com consultores parceiros que possuam características alinhadas aos nossos valores.

 

Poderia deixar as suas últimas palavras para quem busca uma consultoria? Dependendo do desafio que a empresa tem, a consultoria pode ser um caminho interessante. Antes de buscar por nomes de consultoria, a empresa deve pensar qual tipo de consultoria é mais indicada para ajudá-la. Também sugiro conversar com pelo menos duas ou três selecionadas para tentar sentir se o trabalho fluirá bem. Geralmente o sucesso de um trabalho de consultoria depende da construção de um relacionamento entre o consultor e o contratante.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Social Icon